Postado em 27 de Abril de 2020


         Desde a última terça-feira (28), passa a valer em Solidão o decreto nº. 021/2020, publicado no Diário Oficial dos Municípios, que obriga a população a fazer uso de máscara de proteção em ambientes públicos. A medida, anunciada pelo prefeito Djalma Alves, visa garantir a proteção individual e coletiva contra a Covid-19, buscando prevenir um colapso do sistema público de saúde. 

A máscara utilizada pode ser de qualquer tipo, inclusive de pano (reutilizável). O uso é recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e por especialistas. A recomendação é: precisou sair de casa, faça isso utilizando o item de proteção.

Fica determinado, ainda, o uso obrigatório de máscara nos ambientes de trabalho para todos os estabelecimentos cujas atividades não estejam suspensas pelas medidas restritivas, inclusive repartições públicas municipais. Clientes também precisarão estar de máscara.  

A Prefeitura de Solidão desde o início da pandemia já adquiriu quase 3 mil máscaras artesanais de proteção contra a Covid-19, além de 2 mil unidades no polo de confecções do Agreste. A distribuição será domiciliar, realizada pelos agentes comunitários de saúde, e atenderá prioritariamente pessoas a partir dos 60 anos, que tenham comorbidades (hipertensão, cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença neurológica ou renal, imunodepressão, obesidade, asma), gestantes e puérperas (até 45 dias pós-parto).

"A coordenação de Atenção Primária à Saúde já entrou em contato com os nossos Agentes Comunitários de Saúde para fazerem o levantamento das pessoas que são do grupo de risco. Todas essas medidas visam que principalmente o grupo de risco permaneça em casa, além de diminuir a circulação de pessoas, visa também orientar a população e evitar casos no nosso município," destacou o Prefeito Djalma Alves.